Comida Thai – Veja o que te aguarda do outro lado do mundo


Quando falamos de viagem para Tailândia pensamos em milhões de coisas: praias paradisíacas, monges, paraísos, templos, comida como escorpião frito. Certo?
Pois bem, a comida thai sempre aparece como um ponto que gera receio entre os viajantes. Muito diferente da brasileira (com especificidades, digamos, no mínimo duvidosas), apresenta sabores bem característicos que agradam uns, mas desagradam outros.

 

ORGANIZANDO SUA VIAGEM
Isso era um polvo. Mini ou filhote, sei lá, mas comia ele todo, cabeça e tudo. Delícia, ahn? O pior é que era…

Vou falar sobre o meu ponto de vista e ele infelizmente não é muito favorável à gastronomia tailandesa.
Que me perdoem os amantes e apreciadores dessa culinária, mas comer na Tailândia não foi fácil.

Antes de mais nada, esclareço que o que direi aqui diz respeito ao tipo de comida que você encontrará por lá. Você pode encontrar diversos restaurantes por aplicativos e pelo famoso Google Maps. Para não depender de wifi de hotel ou de restaurantes para fazer suas pesquisas, quer seja sobre comidas ou quaisquer outras coisas, a Easysim4u oferece cobertura 4G e uso de dados móveis ilimitados durante toda a sua viagem internacional. Ao comprar seu chip por aqui, uma pequena comissão vem para o Leve na Viagem, ajudando na manutenção do blog! 🙂

Bom, como a maioria já sabe, gosto de manter uma alimentação equilibrada, na medida do possível, e saudável, mesmo quando estou viajando. Por isso sempre opto por levar meus snacks para onde quer que eu vá. Meu lema é não passar fome e comer de 3 em 3 horas, por isso sempre sou precavida.

Veja mais:
Refeição Saudável – 3 dicas para sua viagem não ir ladeira abaixo
Manter o foco na dieta enquanto viaja?! Alternativas fáceis para evitar os quilos a mais na sua volta!

 

Além desses hábitos eu tenho uma intolerância fortíssima à lactose e isso me restringe a uma série de alimentos. Imagine como é para mim comer enquanto viajo. Não, não é fácil. Eu tenho que perguntar SEMPRE os mínimos detalhes de cada comida e quais os ingredientes para garantir que não contém leite (ou derivados como manteiga, queijo, etc), ou seja, é dureza!

Na Tailândia não foi diferente, o problema é que a comunicação nem sempre era das melhores e muitas vezes eles não compreendiam o que eu perguntava sobre o leite. Na dúvida, eu não comia e aí as opções ficavam ainda mais reduzidas.

Fora essas questões de hábitos e restrições pessoais…..

Vamos lá.

 

Impressões sobre Comida Thai

Em primeiro lugar, tudo é frito, até o arroz. Consegue imaginar? Nem eu, até chegar lá e experimentar esse que é um dos pratos mais típicos e baratos da Tailândia. Tentando descrever o prato, é só pensar em fazer o arroz com óleo, ao invés de água. A sensação é que eu estava bebendo óleo.

Fora as outras coisas como frutos do mar, carnes, rolinhos recheados e bichos de todos os tipos: tudo frito. Esses últimos, acompanham ainda aquele cheiro de óleo que fritou grilo, aranha, escorpião e barata durante 2 semanas seguidas.
O fato de ter muita comida frita me complica, já que não que não tenho o hábito de comer fritura. Então tive dificuldade de achar boas comidas sem serem fritas. A cidade cheira a óleo, sabe? Me lembrou um pouco a Bolívia.

Segundo, a comida thai é misteriosa. Digo isso porque muita coisa que você vê e/ou experimenta, você simplesmente não faz ideia do que é. Juro, não tem A MENOR IDEIA do que se trata. Isso é estranhíssimo! Você pergunta, tenta entender, chuta alguma coisa que passa pela sua cabeça.. Mas como o inglês deles é bem ralo e a variedade culinária é extrema, algumas vezes você não consegue chegar até onde o nativo tenta te explicar. Ou seja, ou você arrisca e come sem saber o que é, ou finge que sabe e come com o psicológico menos afetado, rsrs.

Dica: em viagens internacionais, vá sempre com o seguro viagem feito. Em casos de emergências, sejam elas relacionadas a questões alimentares ou de segurança, você terá o seu respaldo. A seguradora que uso é a Seguros Promo, que presta um excelente serviço a ótimos preços.

 

Terceiro, uma característica típica da comida thai é ser vendida na rua, feiras e barraquinhas espalhadas pelas cidades. Ali as pessoas tomam café da manhã, lancham, almoçam, jantam. Você encontra tudo o que possa imaginar e mais centenas de outras coisas que nem passam pela sua cabeça.
Acontece que comer na rua (e sim, você vai comer muito na rua) causa certa desconfiança, certo? Pelo menos pra mim, ainda mais na Tailândia, que já tem uma fama de não ter muita higiene, ter problemas com a água, calor extremo… Mas você estará lá e, muitas vezes, é a opção que tem.

Quarto, a pimenta de lá NÃO É BRINCADEIRA meeeeeesmo! A comida thai, mesmo quando você pede sem pimenta, já vem de uma forma que às vezes parece insuportável. É difícil entender como as pessoas conseguem apreciar comidas tão apimentadas. Nunca vou me esquecer que caminhava em Chatuchak, uma feira em Bangkok, quando de repente eu e mais todos ao redor ficamos com os olhos lacrimejando e com crise de tosse. Uma coisa horrorosa, parecia, literalmente, uma jorrada de gás de pimenta na cara. E era tipo isso: o vapor da comida que estava sendo temperada com uma quantidade de pimenta ABSURDA, passou e deixou todos naquele estado. Fiquei chocada com a intensidade e depois desse dia, eu levei mais a sério a questão da pimenta na culinária deles.

Veja mais
Pimenta faz bem? Veja como ela pode ser sua aliada na viagem!

Quinto, a água de coco e algumas frutas não são tão gostosas quanto parecem. Que horror eu dizendo isso, mas diante de tantas frutas coloridas e chamativas, eu esperava mais, e precisava compartilhar isso com vocês. Quando tomei a água de coco eu achei que estava estragado, pois tinha um gosto de água fermentada fortíssimo. Tentei tomar outras vezes mas todos foram iguais, uma frustração. Algumas frutas que amo por exemplo, a pitaya, não tinha gosto de nada, e outras as vezes me lembravam o gostinho do coco, como se a fruta estivesse passada, um azedinho esquisito.
Mas calma, isso não foi generalizado. Algumas eram minhas aliadas como a manga e o abacaxi, que de fato eram super gostosas. E o melhor é que você encontra facilmente em mercados e barracas de ruas, então pode ser uma mão na roda. 😉

 

Dicas

Para os mais fracos do estômago e para aqueles que tem alguma intolerância, alergia ou restrição, viaje com boas opções de comidas/lanches para te ajudar nas refeições.

Tenha sempre contigo remédios que ajudem na digestão ou em algum desarranjo ao longo da viagem.

Abuse nas compras do mercado 7Eleven (mercados espalhados por várias cidades tailandesas) que salva qualquer cidadão com fome!

E…. Por mais difícil que seja se adaptar a uma comida tão diferente, não deixe de se aventurar gastronomicamente por lá!

Comida típica, até onde vai sua curiosidade gastronômica?

Encararia? rsrs

 

Boa sorte! 😉

 

 

Evite qualquer problema causado por alimentação na sua viagem!
Não esqueça de fazer seu seguro.


*Confira mais sobre a Tailândia*

 

 

 

Luisa Galiza

Veja os comentários

  • Escorpião em tão nem pensar né? ;P Eu vou comer... só to com medo de passar mal depois.... por causa do veneno....mas eu li que o veneno fica no ferrão e eles tiram lógico.... bom saiu na chuva é pra se molhar..;P

Compartilhe
Publicado por
Luisa Galiza

Posts recentes

Câmeras ao vivo pelo mundo: 6 opções para você viajar dentro de casa

Às vezes, as possibilidades de viagem ficam reduzidas e isso pode nos desanimar. No entanto,…

% dias atrás

Países que falam a língua portuguesa: 6 para você conhecer

Viagens internacionais costumam ser um sonho antigo de muitas pessoas. No entanto, entre diversos possíveis…

% dias atrás

Hoteis perto de Guarulhos: 6 opções para todos os gostos

Se você procura por hospedagem em Guarulhos, muito provavelmente tem uma razão mais prática, seja…

% dias atrás

Hoteis fazenda em SP: 6 opções para você conhecer e relaxar

É comum que, ao pensar em hospedagem, venham à cabeça hotéis enormes, chiques, com ofertas…

% dias atrás

Doces fitness rápidos e fáceis: 6 receitas para qualquer viagem

De vez em quando a gente tem uma vontade de comer doces, mas acaba ficando…

% dias atrás

Alimentação saudável na pandemia: como manter bons hábitos

A pandemia do Coronavírus não é novidade. Aliás, já se tornou algo desgastante. Mais de…

% dias atrás