Um dia em Bruges, cantinho de charme e beleza na Bélgica!


Bruges é uma cidadezinha que esbanja beleza e charme a 100 km da capital belga, Bruxelas. É uma cidade medieval, com pouco mais de 100 mil habitantes e é chamada de Veneza do norte, uma vez que é cercada de canais e é uma das mais belas cidades do país. Atrai milhares de turistas o ano inteiro; colorida e com construções charmosas, é uma típica cidade medieval hiper ultra mega fotogênica. Ela geralmente está inclusa nos roteiros de quem vai visitar a Bélgica, ou por quem passa na Holanda ou norte da França. Eu mesma fiz dessa forma. Minha viagem começou em Amsterdam, passou por Bruxelas, seguiu para Bruges, foi até Paris e terminou em Amsterdam, já para voltar para o Brasil. Eu tive um dia em Bruges e fiquei apaixonada, simplesmente. Como o centro histórico é pequenininho, é possível passear pela cidade a pé e se encantar com tanta beleza tranquilamente.

 

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

Antes de falar sobre um dia em Bruges, quero falar sobre algo muito importante: seguro viagem! Quem me acompanha sabe que, em viagens internacionais, nunca deixo de fazer uso do seguro, pois imprevistos acontecem e é sempre bom ter um respaldo em qualquer emergência que acontecer, seja em questão de saúde ou de segurança.

Minha seguradora é a Seguros Promo, que oferece um atendimento excelente, com preços igualmente ótimos. Os preços são levantados a partir de um sistema de busca com as melhores seguradoras, consolidando informações que te possibilitam escolher a melhor opção para o perfil da sua viagem e com o melhor preço! E, comprando por esse link, uma comissão vem para o Leve na Viagem, sem que você pague a mais por isso! Usando o cupom LEVENAVIAGEM5, você ganha 5% de desconto em sua compra.

E se você quer mais informações, leia o post SAIBA TUDO SOBRE SEGURO VIAGEM EUROPA BARATO e tire suas dúvidas!

Um dia em Bruges

Geralmente a cidadezinha é visitada em um bate e volta a partir de Bruxelas. Eu preferi dormir e aproveitar a cidade ao final do dia, mais vazia, quando a maioria dos turistas já foram embora. É um desperdício chegar a um lugar como aquele e não passar uma noite. Gostei da minha escolha, pois achei Bruges mais bacana do que Bruxelas e, honestamente, acharia corrido fazer um bate e volta. Para chegar até lá eu fui de trem a partir de Bruxelas, em uma viagem que, teoricamente, duraria 1h15.

No entanto, tive um pouco de dificuldade em me comunicar com as pessoas em Bruxelas, fora do centro histórico. Nas estações de trens, poucas pessoas falam inglês e as informações não são tão fáceis de entender. Na verdade, achei um pouco bagunçado, não sei se foi porque saí de Amsterdam, que é super organizado e tudo funciona em ordem… O fato é: chegue sempre com antecedência para evitar contratempos.

Na confusão da falta de informação e diante da dificuldade de comunicação que tive, acabei pegando um trem errado, pois o certo para Bruges estava atrasado. Até eu me tocar, parar em uma estação e trocar de trem, perdi 1 hora nessa brincadeira. No fim das contas deu tudo certo, mas se eu estivesse chegado com mais antecedência, teria evitado esse imprevisto. Uma das coisas que dificultou meu entendimento foi a seguinte informação: a estação Brussel Midi é a mesma que Brussel Zuid. Mas como isso não fica explícito em nenhum lugar, é fácil nos confundirmos. Portanto, anote isso, tenho certeza que será útil!

 

Como chegar em Bruges

TREM

Eu acho o jeito mais fácil de chegar até lá. Quando eu fui, saí de Bruxelas em um trem com duração de 1h15 de viagem até Bruges. Eu comprei a passagem pela internet, ainda no Brasil, pelo site da RailEurope, mas você pode comprar também pelo site da empresa Belgian Rail. Há vários trajetos de trem que te levam até lá saindo de cidades como Amsterdam, Paris e Bruxelas, basta fazer sua pesquisa.

Chegando na estação de trem, você pode pegar os ônibus 4, 13 e 14 até o centro, ou caminhar cerca de 20 minutos (1,5 km).

Você pode comprar também apenas o trecho Bruxelas-Bruges (menos de 1h de viagem), caso não tenha Paris incluída no seu roteiro. Acesse o site da Belgian Rail.

CARRO

Quem estiver viajando de carro pela Europa chega até lá tranquilamente com GPS ou Google Maps (meu grande parceiro de viagem!). Um dia em Bruges sem carro é super tranquilo. Na verdade, a cidade é tão pequena que você não precisará de carro por lá. Se for alugar um, eu sempre alugo na Rentcars, dentro e fora do Brasil. Quando você aluga por esse link, eu ganho uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. 🙂

Internet em Bruges

Quem acompanha o Leve na Viagem sabe que sempre que viajo para o exterior continuo utilizando a internet normalmente. A Easysim4u é uma operadora internacionalmente reconhecida, parceira do blog, que oferece uma cobertura 4G de ótima qualidade e de forma ilimitada e me permite esse uso normal de redes móveis. Ao comprar o seu chip por aqui, assim como acontece com o Booking, uma pequena comissão entra para o blog! 🙂

Onde se hospedar em Bruges

Eu me hospedei no Snuffel Hostel, um dos mais famosos de Bruges. A localização é ótima, a 5 minutinhos da praça principal. Tem um bar que fica bem movimentado à noite, que para mim, que viajei sozinha, foi um ponto importante ao escolher o local

. Oferece um café da manhã simples, o quarto é bem ajeitadinho e o banheiro limpinho. Os quartos oferecem lockers gratuitos, bem como o hostel, quando você chega com sua mala antes do horário de check in.

Custo benefício dos bons! Se quiser pesquisar outros, sugiro o Bookingque você pode olhar as avaliações e a localização de cada um. Da mesma forma do aluguel do carro, se você fizer a reserva no link, paga o mesmo valor e eu ganho uma pequena comissão. Isso ajuda na manutenção do site!

ORGANIZANDO SUA VIAGEM



Booking.com

O que fazer em Bruges

Bom, eu acho que Bruges é uma cidade para caminhar, se perder, observar a arquitetura e se encantar a cada ruela que passa. Como o centro é pequeno, não tem erro. Se tiver disposição e o tempo ajudar (chove muito por lá), caminhe! Não precisa planejar muito, é uma cidade para passear e sentir! Se quiser saber mais sobre a história, uma ótima alternativa é fazer o Free Walking Tour, que sai da praça principal todos os dias às 11h e às 14h. Esse foi o que eu fiz, mas sei que a empresa Viva’s Tour também faz às 10h e às 13h30 do mesmo lugar, Market Square. De qualquer forma, verifique o horário ao chegar no seu hotel. Tem duração de 2 horas e é gratuito, seu gasto será apenas com alguma gorjeta para o guia local. Caso prefira, pode também alugar uma bicicleta.

O que não pode deixar de conhecer: Markt, que é a praça central da cidade rodeada de prediozinhos coloridos e charmosos, bem como o Campanário de Belfor, torre de 83 metros que tem uma vista linda da cidade; Ponte Bonifácio, relativamente nova mas com uma vista bem bonita; Minnewater, um lago lindo da cidade e Mariastraat, rua onde está a Igreja de Nossa Senhora, do século XII. Se você quiser, há também os barquinhos que fazem passeio pelos canais de Bruges. É um alternativa para ver a cidadezinha de outro ângulo. Eu não fiz, pois choveu muito e não achei que seria a melhor escolha ficar em um barco apertado com turistas de guarda-chuva. 🙂

  

Por fim, um dia em Bruges permite experimentar algumas delícias locais e visitar os principais pontos. Separei algumas dicas de lugares que tomei boas cervejas e comi boas comidas. Deixo também sugestões alternativas de locais que peguei em um mapinha super descolado da cidade:

Cambrinus – comida local e não fica repleto de turistas;

Bauhaus – bar no hostel de mesmo nome, com uma carta diversa de cervejas belgas;

Frituur Royal –  comida belga, incluindo opções vegetarianas!;

Cafe Vlissinghe – o cbar mais antigo de Bruges, com mais de 500 anos!;

Blend – Um bar de vinhos em meio a tantos bares de cervejas;

On The Rocks – Um stripclub no meio de Bruges!;

Potato Bar – variedade de batatas, claro, e muitos croquetes belgas;

Oyya – waffles e sorvete da melhor, qualidade por um bom preço.

Brazi’s – Lanchonete com comida brasileira, forte são os sanduíches!

 

Algumas das indicações acima eu mesma não fiz, pois me deixei levar pelo encantamento da cidade. A cada esquina que eu adorava, dedicava meu tempo ali; a cada bar charmoso, experimentava uma boa cerveja belga; a cada loja de chocolate, comprava os que não tinham lactose. E assim foi um dia em Bruges, cheio de deslumbramento e paixões. 🙂

Mais dicas dessa cidadezinha no blog Os Voos da Xoana!

EUROPAVIAGEM INTERNACIONAL
Comentários (0)
Adicionar Comentário