Categorias: ChileSantiagoUrbana

Passeios em Santiago: o que é imperdível em 3 dias?


Já pensando nos passeios em Santiago? Bem, com certeza bom passeio é o que não falta. A capital do Chile é o maior e mais importante centro urbano, administrativo, financeiro e cultural do país.

Uma mistura de cidade histórica com cidade moderna de primeiro mundo, acaba surpreendendo muitos brasileiros que chegam por lá. É organizada, limpaconta com transporte público eficiente. Tem um povo receptivo e preparado para receber a grande quantidade de turistas que visitam a capital. Os chilenos da capital são simpáticos, solícitos e alguns deles arriscam um portunhol para facilitar a comunicação com os turistas do país vizinho. Sem contar o charme exuberante dos Andes ao fundo que enchem os olhos enquanto caminha pela capital chilena. 

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

Santiago está muito bem localizada para quem vai a turismo. A partir dela, você pode escolher visitar as cidades litorâneas a oeste, o Atacama ao norte ou ainda a região dos lagos, ao sul.

Com gastronomia variada, é uma excelente cidade para se comer frutos do mar, ceviches, empanadas, carnes e claro, tomar um bom vinho chileno.

DICA: viaje internacionalmente sempre com o respaldo de um seguro viagem. A seguradora Seguros Promo tem ótimas cotações, e você consegue 5% de desconto usando o cupom LEVENAVIAGEM5. Caso deseje também internet ilimitada em suas viagens internacionais, recomendo o chip da Easysim4u, de uso fácil e cobertura 4G ilimitada e excelente.

Quantos dias ficar em Santiago?

Se você tem pouco tempo, acredito que dois dias são suficientes. Se pode ficar mais, sugiro quatro para poder conhecer bairros diferentes e algumas das tantas atrações que a cidade oferece.

Onde ficar?

Eu fiquei na região da Lastarria, perto do Museu das Belas Artes. Achei o local ótimo, próximo das atrações do centro, do Pátio Bellavista, do Mercado, do Museu Pré Colombiano. Acho que se hospedar entre os metrôs de Santa Lucia e Bela Artes é uma ótima pedida! Mas se você deseja ficar em um local mais residencial e menos central, uma boa opção é ProvidenciaVocê acha centenas de opções de hotéis incríveis no site, que tem o melhor preço!



Booking.com

Chegando em Santiago

Andes

Troque alguns poucos reais na casa de câmbio do aeroporto que, como sabem, não tem uma cotação muito interessante. Continue lendo que falo abaixo sobre a melhor opção de câmbio.

Para ir até seu hotel, você pode ir de táxi ou de transfer, esse último o preço é por pessoa. Independentemente de qual escolha, os preços são fixos e você já paga no balcão a sua corrida.

Se quiser ir de metrô ou ônibus, perto do portão 5 do lado de fora do aero tem o ônibus da  Turbus, que vai para os terminais San Borja e Pajaritos. Lá você pode pegar o metrô até a estação mais próxima à sua ou se informar com o motorista sobre qual ônibus pegar para seu destino. Entretanto, estando com mala, essas opções não são interessantes.

Deixou as coisas no hotel? Bom, sempre sugiro já passar no mercado e fazer umas comprinhas de comidas saudáveis para lanches, água ou itens para o café da manhã, caso este não esteja incluso na sua diária. O mercado Líder está espalhado por toda a cidade. Aproveite para conhecer as frutas locais e já dar uma pesquisada nos preços dos vinhos.

Mercado Líder

Onde Trocar seu dinheiro?

Toda vez que viajo na América Latina prefiro levar reais e trocar pela moeda local no próprio país. Acredito que perco menos em taxas administrativas trocando por dólar e contabilizo melhor quanto gasto na viagem.

A melhor rua para trocar seu dinheiro é na Agustinas entre Ahumada e Banderas. Lá existem diversas casas de câmbio, uma ao lado da outra, abertas de segunda à sexta, de 9h às 19h e você pode escolher a melhor cotação. E como se vê isso? A melhor cotação é aquela mais alta. Por exemplo, se uma estiver 173 pesos chilenos por R$1,00 e a outra 180, prefira a última.

Se chegou no sábado ou à noite, você pode ir no Costeneira Center que tem casa de câmbio aberta até às 21h.

 

Passeios em Santiago – 1º Dia

Se foi trocar dinheiro nas Augustinas, você já estará a um quarteirão do centro, então parta para lá!

Vá até a Plaza de la Constituicion, entre no Palácio de La Moneda (sede presidencial), depois vá para Plaza de Armas e veja os prédios históricos ao redor, como a Catedral Metropolitana. Caminhando pelas redondezas, você passa pelo Teatro Municipal (que, honestamente, deixou a desejar), Igreja San Augustin e Basílica de La Merced.

Catedral

Aproveite para conhecer o Museu Chileno de Arte Precolombino. Ele tem uma estrutura moderna e ocupa o antigo Palácio de La Real Aduana, abrigando exposições interessantes tanto da história do povo Andino como dos Astecas, Incas e Maias.

Saindo de lá vá até o Mercado Central. Honestamente, não achei lá grandes coisas, diante dos mercados centrais que já conheci. É pequeno, o preço um pouco salgado, mas sempre vale uma passada.

Acabei comendo no bairro Lastarria que fica ali perto. Mas se optar pelo mercado, siga para o  Cerro Santa Lucia, um pequeno morro com uma bela vista para Cordilheira. Bastante arborizado, é um lugar agradável para passeio e para os mais viciados como eu, para uma caminhada ou corrida. Se estiver hospedado por ali, pode voltar em outro momento e se exercitar com uma bela vista da cidade. Atrás do cerro você ainda pode ir a uma feira local de artesanato com preços amigáveis, caso você seja aquele que não pode ver uma feirinha que fica para olhar. Ok, também sou dessas….

Cerro Santa Lucia
Santa Lucia

 

Se não foi ao Lastarria, aproveite para conhecer à noite, pois está ao lado do Santa Lucia. Lá você encontra restaurantes mais sofisticados. Recomendo o Casa Lastarria à noite e o El Biógrafo para o menu do dia, com comida excelente e barata. Anote também o Bar Don Rodrigo, Tambo Restaurante, Bocanariz e Café y Bar 202 com cervejas artesanais! 😉

 

Passeios em Santiago – 2º Dia

Tire o dia para ver neve! Aí você pode fazer os passeios mais clássicos de Santiago como ir ao Vale Nevado ou Farellones. Ou fugir do previsível e tentar um programa mais alternativo que foi a minha escolha: Embalse del Yeso. Menos procurado por turistas, lá não tem snowboard ou ski, mas tem um visual único de um lago no meio da Cordilheira dos Andes. Está a uma altitude de 2.500 metros acima do nível do mar. Está localizado na Região do Cajón del Maipo, que oferece além do Embalse, muitas opções de trecking, tirolesa e bungee jumping, além de piscinas termais. Ótimas opções de atividades físicas! Ainda fica perto do vilarejo San José del Maipo, com algumas opções de restaurantes, feirinhas e com umas das igrejas mais antigas do Chile. No site  tem mais informações.

Como chegar no Embalse del Yeso?

Para ir até lá você pode alugar um carro com GPS ou fechar com alguma agência de turismo. Como não tinha roupa de neve e fiquei receosa de pegar gelo na estrada (fui no inverno), achei mais seguro fechar com uma empresa: Viaja Brasil. A empresa é ótima, bem organizada, com guias excelentes e o melhor, falam português!

Embalse
Embalse del Yeso

Logo que a van o apanha, ela segue direto para o aluguel de roupas de neve. Prepare o bolso pois alguns bons reais irão embora nessa hora. Em seguida, você conhece a cidadezinha San José del Maipo, que tem cerca de 20.000 pessoas, para lanche e banheiro. A partir dali você entra na Cordilheira dos Andes e não haverá mais toilet!

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

A trilha dura cerca de 40 minutos até o Embalse. Para quem não conhece neve, a brincadeira já começa por ali. A caminhada é tranquila, um pouco escorregadia ou funda (com neve até a batata da perna) dependendo do estado da neve.

Quando chega ao destino final o visual é incrível! Após sessões de fotos, boneco de neve feito e contemplação do lugar, a Viaja Brasil faz um lanche delicioso com direito a vinho e espumante para celebrar o passeio!
A ida ao Embalse vai ocupar um dia inteiro.

 

Embalse e eu

 

Passeios em Santiago – 3º Dia

Vinícola Cousino Macul

Marque uma ida à vinícola! Como não conhecer alguma estando no Chile, não é mesmo? Seja conhecedor ou não, apreciador ou não, vale pela experiência cultural local e pelas paisagens que qualquer vinícola oferece. Então acrescente nos seus passeios em Santiago alguma vinícola de sua preferência.

Eu tentei não ir nas principais para conhecer alguma que nem sempre está nas principais indicações e mesmo assim não deixa de ser famosa: Cousino Macul.

A vinícola Cousiño Macul foi criada em 1856 na Região del Maipo, considerada a região que produz o melhor Carbenet por conta da temperatura e fertilidade do solo. O curioso e interessante dessa vinícola é que ela é a única que mantém até hoje como dirigentes sua família tradicional, sem investimento de sócios externos ou de capital estrangeiro.

Para visitá-la é necessário fazer um agendamento pelo site oficial.

Como chegar:

Vá para a estação de metrô mais próxima de onde estiver com 1 hora de antecedência ao horário marcado para visita. Você precisará ir para o encontro das linhas 1/vermelha e a 4/azul, assim você seguirá por meio de uma baldeação para a estação de Quilin. Assim que chegar, pegue um táxi na rua e vá até a vinícola, você pagará bem barato por isso, no máximo 4 mil pesos.

Aproveite o passeio, deguste os vinhos maravilhosos e volte para a cidade para almoçar e seguir para um pôr do sol lindo!

O Sky Costanera é ponto alto do shopping moderno da cidade. Ele fica a 300 metros de altura (o mais alto da América Latina!!), tem uma vista de 360 graus da cidade e claro, vista privilegiada dos Andes. Você pode visitá-lo de dia ou à noite, mas assistir ao sol se pondo lá de cima é incrível. Outra dica é ir logo depois de uma chuva na cidade. A água limpa a poluição que fica presa pelas montanhas e você consegue ter uma visão mais clara  de Santiago. Escolha os dias de semana, além de mais vazios, os preços são mais baratos!

passeios em Santiago Andes Sky Costanera

Quando sair do shopping você já estará na Providencia, bairro bastante movimentado e repleto de restaurantes. Sentei no De la Ostia e foi uma ótima pedida! Com uma carta ampla de vinhos e comida típica chilena, você come e bebe bem por pouco. Vale uma parada! Falo dele aqui também.

 

Últimos passeios em Santiago

Parque Forestal

Conheça o Museu das Belas Artes que fica no Parque Forestal e tem entrada gratuita todos os dias! Aliás, esse parque é ótimo para caminhadas e corridas, para você que como eu não agüenta ficar sem atividade física. 🙂

Almoce no famoso Restaurante Giratório, que é para quem quer fazer uma boa refeição acompanhada de uma vista panorâmica de Santiago. No almoço oferecem a opção do Menu do Dia por um preço mais acessível. 

Siga para La Chascona – Casa museu de Pablo Neruda, localizada perto do Cerro San Cristóbal. A antiga casa do poeta oferece uma ótima e acolhedora visita e está bem localizada para um posterior pôr do sol incrível! Ela foi construída em 1953 e como era apaixonado pelo mar, a casa foi planejada para que sua arquitetura lembrasse um barco e tem uma decoração bem interessante e contextualizada com a vida do escritor.

Saindo de lá vá até o Cerro San Cristóbal que está a 1 quarteirão da casa de Neruda. Você pode subir de funicular ou melhor ainda ir pela trilha para fazer aquele exercício do dia! É muito comum e dá para suar mesmo no frio do inverno! Lá em cima você terá uma vista ampla de toda a cidade, do Rio Mapocho e dos Andes rosados, talvez tímidos pela própria beleza diante da luz do sol. Honestamente é um dos mais lindos passeios em Santiago.

Pátio Bellavista

Depois de um belíssimo pôr do sol, siga pela Calle Bellavista que está logo abaixo do Cerro e escolha um local para comer e tomar um vinho. Há vários lugares na rua ou ainda no próprio pátio de mesmo nome. Uma dica mais barata e gostosa, mas que não está no Patio Bellavista propriamente dito, é o Tino’s Bar, que oferece pratos bons e vinhos baratos.

O sempre recomendado Como água para Chocolates, ao lado do Pátio, é gostoso e tem um cardápio interessante. Mas se você é daqueles que viaja e não gosta de ficar cruzando o tempo inteiro com brasileiros, lá não é o lugar ideal. É um típico restaurante para turista do Brasil.

Se quiser  um chop local, o Schopdog tem um ambiente com uma decoração vintage e você pode experimentar a famosa chourrillana (prato típico chileno), sempre com ótimos preços!

De qualquer forma, a área da Bellavista concentra diversos estabelecimentos comerciais e é uma excelente opção para encontrar bares e restaurantes. Certamente você há de encontrar ali uma opção que lhe apeteça.

E depois de tantos passeios em Santiago ainda teve o ma-ra-vi-lho-so Deserto do Atacama!

Informações complementares para sua viagem:

  • Tomada padrão 3 pinos um em cima do outro linear vertical e 220V.
  • Horário local = 1 hora a menos que Brasília.
  • A maioria dos restaurantes de Santiago oferecem no almoço o Menu do Dia. Ele consiste geralmente em uma entrada, prato principal e sobremesa ou taça de vinho. São boas opções para quem estiver economizando!
  • Verificar o limite da bagagem da sua companhia aérea. O fato de viajarmos para o exterior não significa que o limite é 32kg. A LATAM e a GOL por exemplo o limite é uma bagagem de  23kg.

E no blog Viaje com Pouco você tembém pode encontrar mais dicas de Santiago.

E boa viagem!

 

Mas não viaje antes de fazer o seu seguro!


 

Luisa Galiza

Veja os comentários

Posts recentes

Câmeras ao vivo pelo mundo: 6 opções para você viajar dentro de casa

Às vezes, as possibilidades de viagem ficam reduzidas e isso pode nos desanimar. No entanto,…

% dias atrás

Países que falam a língua portuguesa: 6 para você conhecer

Viagens internacionais costumam ser um sonho antigo de muitas pessoas. No entanto, entre diversos possíveis…

% dias atrás

Hoteis perto de Guarulhos: 6 opções para todos os gostos

Se você procura por hospedagem em Guarulhos, muito provavelmente tem uma razão mais prática, seja…

% dias atrás

Hoteis fazenda em SP: 6 opções para você conhecer e relaxar

É comum que, ao pensar em hospedagem, venham à cabeça hotéis enormes, chiques, com ofertas…

% dias atrás

Doces fitness rápidos e fáceis: 6 receitas para qualquer viagem

De vez em quando a gente tem uma vontade de comer doces, mas acaba ficando…

% dias atrás

Alimentação saudável na pandemia: como manter bons hábitos

A pandemia do Coronavírus não é novidade. Aliás, já se tornou algo desgastante. Mais de…

% dias atrás