Deserto do Atacama, seu roteiro completo pelo paraíso na Terra!


San Pedro no Deserto de Atacama é uma cidadezinha do Chile, da Região Antofagasta do Chile, com cerca de 7.000 moradores. Toda de terra e com ruelas apertadas, parece uma cidade esquecida por alguns anos. Casas e comércios simples, produtos empoeirados, poucos carros, silenciosa. De dia, um calor considerável. À noite, um frio de bater o queixo. Mas uma coisa o chama constantemente ali, com uma força e imponência incríveis: o Vulcão Licancabur. De diversos pontos da cidade, você o vê ao longe, com neve no cume e com seus majestosos 5.920 metros de altura.

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

Na realidade o território de San Pedro é um salar (deserto de sal) que tem mais de três mil quilômetros de sal. Há milhões de anos atrás, a região era coberta pelo mar. Depois de diversas mudanças geológicas, o local se tornou seco e árido como é atualmente. Por motivos climáticos, a região é repleta de atrações absolutamente lindíssimas como lagunas, dunas, cavernas, águas termais, gêiseres e vulcões.

Para fazer a grande variedade de passeios do Deserto de Atacama, você pode escolher entre centenas de agências de turismo.

San Pedro é um lugar peculiar, único, repleto de atrações absolutamente ma-ra-vi-lho-sas!

É só você escolher quais maravilhas quer ver e ir rumo a um paraíso!

Antes de continuar! Não viaje sem seguro de saúde/viagem internacional. Indico a Seguros Promo com ótimas cotaçõesClique aqui  e use o cupom LEVENAVIAGEM5 para ganhar 5% de desconto! E, precisando de internet ilimitada em sua viagem internacional, recomendo o chip da Easysim4u, de cobertura 4G ilimitada e excelente. 

Como chegar no Deserto de Atacama?

A melhor maneira para chegar é partindo de Santiago, pois de lá saem diversos vôos diariamente para Calama, cidade com aeroporto mais perto de San Pedro.

Chegando em Calama, você tem três opções:

1 – Alugar um carro: Não acho a melhor ideia, pois você irá pagar a diária do carro e não poderá utilizá-lo todos os dias, caso faça os passeios através de uma agência.

2 – Pegar um táxi até a Calle Antofagasta, que tem algumas empresas de ônibus que vão a San Pedro, ou pedir para o taxista deixá-lo no ponto mais próximo da Turbus, empresa de ônibus que mais tem viagens entre uma cidade e outra.

3 – Ir de Transvip ou TransLicancabur ou qualquer outro transfer que tem logo na saída do pequeno aeroporto de Calama. Se você fechar ida e volta, sai por 20.000 pesos. É a melhor opção, pois o transfer deixá-lo-á na porta do seu hotel. Pegando um táxi até o centro, mais o ônibus, no final das contas você terá economizado no máximo 40 reais.

 

Quantos dias ficar no Deserto de Atacama?

O ideal é que você tenha 4 dias completos na cidade para conhecer os principais pontos turísticos. Não consigo imaginar menos tempo que isso, porque significaria cortar passeios. E todos o que fiz foram absolutamente imperdíveis. Já fui 3 vezes, a primeira vez fiquei 2 dias, a segunda 4 e a terceira 9!!! Então já dá pra imaginar o tanto de coisa para conhecer, né?

Não esqueça de ver as mais diversas opções de hotéis e fazer sua reserva por aqui!

Então vamos ao que interessa:

ROTEIRO COMPLETO NO DESERTO DE ATACAMA

Conheça a cidade de San Pedro, passeie pelas ruelas, alugue uma bicicleta, vá paras as ruínas da cidade e faça uma pesquisa com qual agência irá fechar o tour.

 

VALE DE LA LUNA

Panorama Vale de la Luna

A ida ao Vale da Lua é de encher os olhos. Todos os passeios até lá são realizados na parte da tarde, para que possamos assistir a um pôr do sol indescritível.

O passeio inclui subida à Duna Maior, cavernas de sal e uma visita às Três Marias, formação rochosa curiosa. Ao final do passeio, já ao entardecer, chega-se ao esperado Vale, que tem um visual incrível de 360 graus entre rochas, montanhas e vulcões.

Quando o sol vai indo embora atrás dos morros, os vulcões Licancabur e Lascar ficam com uma cor rosada linda, contrastando com o céu azul turquesa. Você vê umas das paisagens mais incríveis que o Atacama pode proporcionar.

Falando em vulcões, o Vulcão Licancabur (que significa montanha para o povo) está inativo há muito tempo e pode ser visitado pelo lado da Bolívia. O trekking é um pouco pesado por conta da altitude, que chega a mais de 5.600 metros. Lá está a lagoa vulcânica mais alta do mundo. Já está na minha lista para quando voltar!

Vale da Lua

Já o Vulcão Lascar (língua de fogo), que também avistamos do Vale da Lua, está ativo até hoje e pode ser escalado em passeios específicos. É comum você ver uma pequena fumaça saindo dele. Quando fui, ele esteve ativo seis meses antes!! Então ainda estou pensando se ele entrará na minha lista da próxima ida.. rs

* Se você não quiser ir ao Vale com agências de turismo, pode assistir ao pôr do sol de bicicleta. Muitos pedalam pela estrada que leva até lá, uma vez que é perto de San Pedro. Mas leve em consideração a altitude e a secura do lugar, que não é brincadeira não!

Agora que já conhece a cidade, aproveite para alugar uma bike e conhecer as ruínas dos atacamenos.

LAGUNA CEJAR

Caminho Laguna

Outro passeio para tarde, a Laguna Cejar é uma lagoa cristalina apta para banho e de água extremamente salgada e gelada. As Lagunas do Deserto de Atacama geralmente são doces, mas quando chegam à superfície tornam-se salgadas devido à grande concentração de sal na terra. Essa em especial é tão salgada que podemos boiar com extrema facilidade, mesmo quando você não deseja! rs. Se tiver sorte, pode observar flamingos ao redor e se tiver coragem, experimentar um beeeelo banho gelado! Inclui também Tevenquinche e Ojos del Salar, outros espetáculos da natureza.  Se tiver a sorte que eu tive de ir em época de lua cheia, pode sair do passeio assistindo a um nascer da lua inesquecível!

Cejar

 

PIEDRAS ROJAS

Piedras Rojas
Rojas

UAU!!! Piedras rojas é um passeio imperdível para quem vai ao Deserto de Atacama. Considerado um dos mais novos pontos, pois só foi aberto há cerca de dois anos, tem uma paisagem de tirar o fôlego. A Laguna de cor verde-água e as pedras vermelhas devido ao processo de oxidação, com montanhas nevadas ao fundo formam um visual que mais parece de filme. Dos passeios que fiz, Piedras Rojas foi um dos mais incríveis! E o bacana desse tour é que ele inclui uma ida às Lagunas Altiplánicas, ou seja, acaba sendo dois em um! É um dia de segurar seu coração!

No entanto, atualmente o passeio pelas Piedras em si está proibido, é possível apenas conhecer o mirante, que claro, tem um visual lindíssimo. Após um episódio de esporte de aventura no local sem permissão, a visitação foi fechada.

Uma paisagem mais lindíssima que a outra! É importante apenas lembrar que as belas Altiplânicas estão a mais de 4.300 metros de altitude e, por isso, é um bom passeio para fazer no final da sua estadia. A ida ao Géiser também (que não fiz dessa vez pois já tinha conhecido no trajeto do Salar de Uyuni).

Esses passeios mais altos exigem bastante do corpo, e se não tiver passado por um processo de aclimatação, pode acabar tornando seu passeio desconfortável. Importante – Vá agasalhado meeeesmo. Nesses dois passeios venta muito e a sensação térmica acaba indo lá para o negativo. Se tiver capuz, corta vento, touca e luva, certamente serão bem vindos.

 

 

DESERTO DE TARA

 

Ah, que passeio…. Esse para mim foi o mais incrível de todos. O Deserto de Tara é um passeio recente também, aberto a pouco mais de três anos. A estrada até lá tem um visual lindo, chegando a mais de 4.900 metros de altitude (por isso, mais um passeio recomendado para os últimos dias). Logo no início da estrada de terra, você se depara com formações rochosas interessantíssimas e peculiares e com uma laguna azul clara bem ao fundo. Lá estão os Monges de La Pacana e entre eles o “guardião do deserto“, uma rocha esguia que forma o rosto de um índio mirando todo o deserto.

Adentrando ainda mais pela estrada de terra, você chega a um mirante de arrepiar. O visual do deserto é absolutamente incrível! Vemos o quanto somos pequenos diante da natureza. A energia que senti ali foi indescritível.

Tudo que está ao redor já foi fundo do mar. As rochas são porosas, indicando que há milhares de anos atrás formavam uma grande barreira de corais. Com a ação vulcânica durante milhares de anos, formaram-se as famosas Catedrais de Tara, que completam a paisagem de uma grande lagoa azul semi congelada. O cenário parece uma aquarela pintada.

Por não ter um caminho sinalizado e por isso de difícil acesso, o passeio garante fotos sem multidão de turistas e ainda não é cobrada taxa de entrada.

Atualmente, andar pelo Salar de Tara está proibido, sendo possível apenas ir até o mirante. O visual é lindo de qualquer jeito, mas foi-se o tempo em que podíamos apreciar de perto.

Levar em consideração um ponto importante de Piedras Rojas. Lá também é muito frio e tem muito vento. Se tiver em dúvida quanto ao que levar na mala para o Deserto de Atacama, veja: FAZENDO A MALA PARA O ATACAMA? VEJA O QUE VOCÊ PRECISA LEVAR PARA SUA VIAGEM!

Salar de Tara

Dica para você que precisa comprar coisas para sua viagem: o site que recomendo pelos produtos de qualidade, seriedade e prazo de entrega é a Netshoes . Tem tudo o que você precisa para organizar suas viagens de camping, trilhas e travessias.

Geiser do Deserto

Acima dos 4 mil metros de altitude estão os gêiseres do Atacama, águas a mais de 80 graus Celsius que saem debaixo da terra e formam um cenário único e espetacular! O passeio sai ao amanhecer, pois de manhã cedo as explosões estão mais ativas e maiores, formando um espetáculo à parte no deserto. Fui com a Ayllu Atacama, que após a visitação dos gêiseres, nos leva para tomar banho na água termal e para um café da manhã em meio às montanhas. Mais um passeio obrigatório no Atacama.

Termas de Puritama

Água quentinha na altitude e no friozinho do Atacama, que tal? As termas são famosas e você pode chegar de duas formas: de carro até a entrada, ou de trilha. Claro que fui por trilha e digo que vale muito a pena. O caminho por canions é lindíssimo, e por estar acima dos 3.000 metros de altitude, é ótimo para aclimatação. A caminhada dura cerca de 1h30 e o nível de dificuldade é baixo, apenas a altitude que pode cansar um pouquinho mais. Fui com a Ayllu Atacama que oferece um brunch sem igual com um visual incrível!!

Lagunas de Baltinache, as lindíssimas Lagunas Escondidas

No meio do deserto estão as Lagunas de Baltinache, formadas em grandes blocos de sal e de água azul turquesa. Não parece real, a verdade é essa. São simplesmente maravilhosas, e o mais incrível é que, de tão salgadas, não permitem que você afunde! Esse passeio pode ser feito junto com o famoso ônibus mágico do Atacama. Fiz com a Ayllu Atacama e foi um dos mais maravilhosos. Minha dica é deixar para o final da sua viagem, assim encerra com grande surpresa e chave de ouro!

Tour Astronômico no Atacama

O Deserto de Atacama é tido como a região com o céu mais limpo do mundo, ou seja, a visibilidade estrelar da região é altíssima! Por isso diversas bases de estudos astronômicos estão por ali. Algumas empresas oferecem o tour que é feito à noite, para observar estrelas, constelações e planetas. Eu fiz com a Ayllu Atacama, que tem um dos melhores passeios astronômicos. A melhor época para ir é em fase de lua nova, quando o céu está escuro e possibilita investigar melhor tudo o que nos pode proporcionar. É um passeio inesquecível!!

Cerro Toco

Se você, assim como eu, gosta de aventura, você precisa fazer a trilha da Montanha Toco. A 5.604 metros de altitude, tem um visual MARAVILHOSO  do Atacama e é um super desafio em termos físicos. Eu fiz a trilha com a Ayllu Atacama, que conta com uma estrutura espetacular para alta montanha, o que é essencial para esse tipo de turismo. Saímos a 5.100 metros e para ascensão dos 500 metros, caminhamos cerca de 2,5 km. A trilha leva cerca de 2h, pois todo cuidado é pouco e a falta de oxigenação é grande. Passos lentos, um pouco de dor de cabeça e as vezes enjoo é normal. Ali é desafio físico e psicológico, e por isso é fenomenal a conquista do cume!

Vulcão Lascar

O vulcão mais ativo do norte do Chile merece sua visita! Uma das trilhas mais lindas que já fiz na vida e, claro, desafiadora. A 5.600 metros acima do mar, o vulcão com uma cratera enorme que jorra enxofre, esteve ativo pela última vez em 2015. O começo desse passeio já é inesquecível, pois ao amanhecer tomamos café com a Ayllu Atacama nesse paraíso chamado Laguna Legia. Sem dúvida, o visual mais lindo que já tive ao tomar café da manhã!

 

Após esse espetáculo a parte, damos início à trilha do vulcão, a 5.200m. Para caminhar os 400 metros, percorremos cerca de 3km com nível de dificuldade alta por conta das subidas e claro, falta de oxigenação. O desafio é grande e o psicológico é o que manda ali. Ir com agência preparada é o minimo para esse tipo de turismo. Com equipamentos de segurança e conhecimento, a Ayllu Atacama fez comigo um dos passeios mais incríveis do Deserto de Atacama!

 

 

COMENDO EM SAN PEDRO

Como sabem, tenho intolerância à lactose e sempre busco manter uma alimentação saudável e leve na viagem. No Deserto de Atacama, surpreendentemente, não tive dificuldade alguma!

– 90% dos restaurantes em San Pedro oferecem o menu do dia, que inclui, na maioria das vezes, uma entrada, um prato principal e uma sobremesa ou taça de vinho. O interessante é que muitos deles oferecem também um menu vegetariano. Então quem gosta de comida mais natural ou tem restrições, certamente encontrará boas opções.

– Entre o cemitério e os bombeiros, uma feira vende diversas verduras, chás, frutas, sementes, mel, pólen e castanhas. Tudo produzido pelos locais, mas só estão por lá de quinta a domingo.

– Na Babalu Heladeria, na Caracoles, vários sorvetes são feitos sem lactose! E o mais interessante é que muitos deles são elaborados com frutos e sementes locais! Eles utilizam quinoa, albarrobo, chanar, folha de coca, rica-rica com pisco sur e ayrampo (sementes de cactos). Experimentei todos esses! Apresentam um sabor bem característico e são bem saborosos. Pedi o da semente de cacto,  aqui embaixo – delicioso! 

– O restaurante Lola geralmente tem música boa e é bastante animado, além de ter um ceviche delicioso. Se gosta de ouvir música regional, o Barros é uma boa opção. E se gosta de tomar cerveja local bem gelada, o bar ChelaCabur é uma ótima pedida, além de ser bem rock n’ roll! Mas não vá com fome, ele não serve comida!

Deserto de Atacama com certeza é para marcar sua memória!

E boa viagem!

Ah, mas faça seu seguro viagem antes de ir!

Luisa Galiza

Veja os comentários

  • Luisa, que fotos lindas! Claro que a paisagem e a luz ajudam, mas as composições estão ótimas, parabéns! Vou seguir suas dicas pois em março tem Atacama pra mim, também!

    • Olá Márcia! Muitíssimo obrigada pelo elogio! Fico feliz que tenha gostado! Se tiver alguma dúvida, fique a vontade para perguntar! ;)

  • Fui ao Deserto do Atacama em janeiro desse ano, é uma viagem m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, sonho realizado. Descrevo como um lugar para rir, chorar, contemplar e meditar, foi muita emoção!! Lá eu tive um encontro com Deus. Sobre os passeios, além dos citados que são ótimos, indico também o Geisers Del Tatio, Termas de Puritama, e o tour astronômico que é lindíssimo, um céu que nunca imaginei conhecer.

    • Kaly, como você descreveu bem a sensação que temos nesse lugar!! É quase inexplicável! SIm, boas dicas, eu não consegui fazer esses passeios dessa vez e também são lindos né?!

    • Vale, o tempo por lá não sofre mudanças dráticas. Será sempre frio e com pouco perídoo de chuva!

  • Este ano vamos conhecer este paraíso. Muito obrigado pelas dicas que foram todas anotadas. Esperamos conseguir fazer imagens e contar uma história tão maravilhosa igual a de vocês.

  • Olá Luisa, tudo bem? Sou viciada no seu blog e no seu instagram. Estou planejando uma viagem de 15 dias para Atacama+Uyuni+Machu Picchu/Cusco em mar/2021 (pois em março de 2020 agora já irei para a Patagônia Argentina/Chilena).
    Você acha que 4 dias no Atacama serão suficientes? Estou pensando em fazer Vale de La Luna, Piedras Rojas, Deserto de Tara e Vulcão Lascar. Você mudaria alguma coisa? (Não coloquei os Geisers, pois acredito que verei no salar de uyuni, então não repetirei em razão dos dias).

    • Oi Andressa! Que bom que gosta!! Super obrigada :) Olha, 4 dias (pra mim) é o mínimo no Atacama. Se for fazer o passeio do Atacama até Uyuni, sim, você vera geiser. Lascar é incrível, faça no último dia por conta da aclimatação. Honestaente eu acho pouco tempo pra atrações incriveis como essa. Eu indicaria a trilha Salkantay pra MP, mas com 15 dias não dá. Porque não faz só Atacama e Uyuni?

Posts recentes

Câmeras ao vivo pelo mundo: 6 opções para você viajar dentro de casa

Às vezes, as possibilidades de viagem ficam reduzidas e isso pode nos desanimar. No entanto,…

% dias atrás

Países que falam a língua portuguesa: 6 para você conhecer

Viagens internacionais costumam ser um sonho antigo de muitas pessoas. No entanto, entre diversos possíveis…

% dias atrás

Hoteis perto de Guarulhos: 6 opções para todos os gostos

Se você procura por hospedagem em Guarulhos, muito provavelmente tem uma razão mais prática, seja…

% dias atrás

Hoteis fazenda em SP: 6 opções para você conhecer e relaxar

É comum que, ao pensar em hospedagem, venham à cabeça hotéis enormes, chiques, com ofertas…

% dias atrás

Doces fitness rápidos e fáceis: 6 receitas para qualquer viagem

De vez em quando a gente tem uma vontade de comer doces, mas acaba ficando…

% dias atrás

Alimentação saudável na pandemia: como manter bons hábitos

A pandemia do Coronavírus não é novidade. Aliás, já se tornou algo desgastante. Mais de…

% dias atrás