Dicas de Viagem

Como limpar mochila cargueira ou de ataque: dicas de manutenção


Pensar em trekkings e trilhas costuma envolver a preparação e o desenrolar da viagem. No entanto, existe, também, o pós-viagem, que é muito importante! A higienização dos materiais utilizados é, sem dúvida, um aspecto indispensável a quem pratica trekkings, visto que o contato com a natureza suja tudo com terra. Pensando nisso, hoje trago a vocês dicas de como limpar mochila cargueira/de ataque, a fim de tirar suas dúvidas e ensinar a maneira correta de realizar a manutenção desse item tão importante! Vem comigo? 🙂

Como limpar mochila cargueira: manutenção essencial

Para esse post, parto do pressuposto de que você já tem a sua mochila bonitinha e já tem prática com esse item. Se acaso meu achismo estiver errado, leia esse post sobre como escolher sua mochila de viagem, que aí as coisas ficam mais fáceis para entender.

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

A prática de limpeza dos equipamentos de trekking é importante não somente por questões de higiene, mas também de conservação. Peças limpas tendem a durar por mais tempo, desde que o processo seja feito de forma e com materiais adequados a essa finalidade. Manter a vida útil desses produtos é interessante, visto que não se tratam de itens baratos.

1 – Limpe bem os compartimentos da mochila

Ora, meio óbvio, mas essa primeira dica é importante. Todos os compartimentos e cantinhos da mochila devem, de fato, ser cuidadosamente limpos. Ao voltar de uma trilha ou trekking, tire tudo de dentro da mochila e vire-a do avesso, pra remover as sujeiras. Depois, se você perceber a necessidade, utilize uma escova macia para remover a lama seca e sujeira restante — aliás, lembre-se sempre de usar apenas materiais de cerdas macias, para não danificar o material. Você também pode passar aspirador de pó para remover as sujeirinhas da trama da mochila sem precisar usar água.

Dica: existe um produtinho chamado Spray Anti-Odores da marca Azteq que, como o próprio nome diz, serve para neutralizar os odores do suor. O efeito dele é eliminando as bactérias e microrganismos que provocam o mau cheiro. Quando chegar do seu trekking, borrife esse spray em todas as partes da mochila que têm contato direto com seu corpo e deixe secar naturalmente, em espaço arejado que não seja exposto ao sol.

 

2 – Cuide dos zíperes

Um ponto muito importante a ser evidenciado quando se fala em como limpar mochila diz respeito aos zíperes. Visto que são essenciais nesse objeto tão importante, uma eventual perda pode causar prejuízos caros a ponto de ser melhor comprar uma mochila nova. Por isso, passe a escova macia também nos zíperes, tomando cuidado para não realizar movimentos bruscos que possam estragá-los. Além disso, faça sempre lubrificação com spray de silicone. Uma dica fácil para possíveis imprevistos é esfregar uma vela nos zíperes, pois a vaselina também proporciona o efeito de lubrificação desejado sem causar nenhum dano.

Assim como a limpeza e lubrificação, é importante que, no cotidiano de uso da mochila, você também exerça práticas cuidadosas com os zíperes: não puxar com muita força, tomar cuidado ao abrir para que sempre abram uniformemente e fechar com cuidado são coisas simples, mas que determinam muito a vida útil da sua mochila.

 

3 – Como limpar mochila de sujeiras pesadas

Trilhas e trekkings podem passar por locais de muita lama e acabar sujando muita coisa. Com uma esponja, sabão neutro e água morna você consegue higienizar direitinho sua mochila da forma adequada. Aplique, primeiro, a água quente no local onde está a sujeira. Em segundo lugar, molhe a esponja e passe no sabão neutro, para que esse fixe melhor e, em seguida, limpe no local necessário. A água morna é importante porque amolece a sujeira de forma fácil e sem causar nenhum dano ou arranhão, fato que poderia ocorrer com o uso de uma escova no material seco, por exemplo.

Mas por que limpar apenas no local da sujeira e não tudo de uma vez?

A resposta para isso é muito simples e tem a ver com a impermeabilidade da mochila. Se o seu objeto é voltado para a prática de esportes, ele com certeza tem uma camada de impermeabilizante, que é o que possibilita seu uso em condições climáticas de umidade ou mesmo de chuva. Quanto maior for a frequência de “esfregações”, mais rapidamente essa camada acaba.

Rastreador Via Satélite – SPOT – garante segurança nos lugares mais inóspitos do planeta. Sempre uso nas minhas trilhas e viagens de aventura, pois me assegura com rastreamento em tempo real, compartilha informações de localização com meus parentes e possibilita resgate em caso de perigo ou risco de morte. Se você não conhece, dá uma olhada que vale a pena. Com o cupom LEVENAVIAGEM você consegue 5% de desconto na compra. O modelo que eu uso é o GEN 4.

4 – Se limpar já não adianta, é preciso lavar

Primeiramente, coisas que não devem ser feitas: não coloque sua mochila na máquina de lavar, não lave-a a seco, não use ferro de passar, não use alvejante e nem um outro tipo de produto químico agressivo. A melhor e mais segura forma de lavar a sua mochila é e continuará sendo na mão. Molhe toda a mochila e com uma esponja macia e sabão neutro, limpe todos os cantinhos que você acha necessário. Depois, é muito, muito, MUITO importante que você enxague bem todo o sabão da mochila, porque mesmo o neutro, se permanecer a seco no material, pode ocasionar em ressecamentos e danificações. Por último, é só colocar para secar na sombra, sem exposição ao sol.

Esse procedimento eu aconselho que seja feito com uma frequência menor, talvez uma vez ao ano, a depender da constância de uso da mochila, e olhe lá. Isso é algo que você definirá, mas lembre-se de não ser muito rigoroso com a limpeza completa.

⇒ Curso de Preparação para trekking, da teoria à prática!

5 – Como limpar mochila sem desmontar

Apesar de muitos sites ensinarem a como limpar mochila cargueira desmontando-a, esse procedimento não é necessário. Isso porque é muito invasivo e depois você pode acabar não conseguindo montar de novo, o que é um problema, porque ela tem toda uma distribuição feita de forma adequada e um pequeno erro impacta no uso da mochila. É muito simples, só deixe ela do jeito que ela está e faça a higienização que julgar necessária.

 

6 – Armazenamento

De forma alguma guarde a sua mochila úmida ou com resíduos de comida. A umidade causa muito problema em tecidos, e assim também fazem os resíduos de comida, que atraem animais, além de proliferar fungos que danificam a resina interna. Além disso, em locais secos e arejados, sem possibilidade de mofo, e sem exposição constante à luz.

 

7 – Impermeabilização

Como mencionei acima, a impermeabilidade de uma mochila é perdida ao longo do uso, das lavagens e do tempo. Esse processo é natural. No entanto, caso o tempo passe e você considere que, apesar de um pouco antiguinha, sua mochila ainda aguenta muita coisa, não perca tempo e faça a “reimpermeabilização” dela. Para realizar isso, primeiramente é importante limpar bem a mochila, para que não fique nenhum resíduo. Depois, é só aplicar um spray impermeabilizante e aguardar sua secagem completa.

DICAS EXTRAS PARA CUIDADOS COM SUA MOCHILA

  1. Ao carregar objetos que tenham ponta, como facas, acomode-os com cuidado para que não furem ou rasguem o tecido da sua mochila;
  2. Para evitar migalhas de comida, lembre-se de carregar tudo em sacos plásticos, que não permitem que o odor se espalhe muito, e que seja reutilizável, para você poder usar mais vezes em mais viagens;
  3. Use a capa de chuva da mochila sempre, mesmo que não tenha chuva, pois os raios UV, com o passar do tempo, danificam o tecido, e a capa impede esse problema;
  4. Não levante sua mochila por uma alça só quando ela estiver muito pesada: use as duas ou use a alça de transporte, aquela que fica no meio;
  5. Sempre, ao retornar de uma trilha, acampamento ou trekking, deixe que sua mochila respire em ambiente arejado;
  6. Mantenha os fechos e presilhas sempre presos para que, caso algum incidente aconteça, eles não sejam danificados;
  7. Tome cuidado ao manusear sua mochila, pois o fato de ela ser feita para aventuras não significa que pode ser utilizada de qualquer jeito;
  8. Não espere a sua mochila ficar imunda para higienizar. Os cuidados constantes e pequenos podem evitar que você precise fazer uma limpeza profunda;

Você sabia que sou embaixadora da The North Face? O Leve na Viagem representa uma das maiores marcas outdoor do mundo! E quem ganha é você! Com o cupom levenaviagem você tem 10% de desconto em qualquer produto pelo site da The North Face e na loja física! E o melhor, ele é cumulativo, ou seja, é válido também para produtos que já estão com desconto. Aproveite e invista em qualidade!

Saber como limpar mochila cargueira ou de ataque é essencial para aventuras tranquilas

Como visto, a manutenção da mochila é de fato essencial tanto por questões de higiene quanto de economia e de segurança, afinal, eu duvido muito que você gostaria de correr riscos com uma mochila com material suscetível a rasgos, mofos e afins só por causa de mau uso, né?

E por falar em segurança, lembre-se sempre de utilizar o seguro viagem em qualquer aventura que fizer, pelo seu próprio bem e por uma viagem mais tranquila e sem preocupações. Também tem aqui no blog várias dicas de viagem e opções para o seu planejamento de viagem, dá uma olhada! Tenho certeza que irá adorar 🙂

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

 

Luísa Pires

Posts recentes

Lugares para viajar sozinha: 5 destinos para você desbravar!

Muitas são as mulheres que têm o sonho de viajar sozinha. No entanto, muitas também…

% dias atrás

Portais de Hércules: tudo o que você precisa saber

Localizados no Rio de Janeiro, mais precisamente no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, os…

% dias atrás

Chá da tarde simples para fazer em casa ou em qualquer lugar!

Um hábito muito gostoso de ter e que às vezes nos esquecemos é o do…

% dias atrás

Como economizar dinheiro para viajar: torne seu sonho mais fácil!

Viajar é, de fato, um sonho de muita gente. Na verdade, um estudo feito pelo…

% dias atrás

Declaração de saúde do viajante: tudo o que você precisa saber!

Após a explosão da pandemia do Coronavírus, aconteceram muitas mudanças e adaptações na forma de…

% dias atrás

O que fazer em Malta: um guia para visitar o arquipélago

Localizado no mar mediterrâneo, entre a Sicília e a Tunísia, Malta é considerado um pequeno…

% dias atrás