Tofo, uma linda e rústica vila em Moçambique


Sabe aquele lugar que você achou que seria especial, mas foi muito mais do que poderia imaginar? Pois bem…. Organizei minha viagem para Moçambique passando por Tofo e sabia apenas que teria praias lindas e que era uma espaço de paz e belas paisagens. Essa cidadezinha me pegou de jeito e mostrou logo de cara que Moçambique é um país incrível!

Tofo está na província de Inhambane, quase ao centro do país e esconde paisagens que poucos brasileiros conhecem. Banhado pelo Oceano Índico de um azul lindíssimo, possibilita a vivência da cultura local em meio a paisagens deslumbrantes. A vila é de terra batida e a única rua asfaltada é a que liga o centro de Inhambane até Tofo. Daqueles achados que poucos conhecem mas deveriam conhecer.

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

A praia principal da vila é tranquila e de água morna e a praia de Tofinho, ao lado direito da cidade, é ótima para o surf. A vila oferece alguns bares e pequenos restuarantes com peixes frescos, drinks e boas cervejas geladas. Ressalva aqui para a Manica, minha preferida da região, apesar da mais consumida ser a 2M.

Confesso para vocês que foi bem difícil organizar essa viagem.  Pouquíssima informação a respeito do que fazer no país, como se locomover, aonde se hospedar, o que conhecer. Mesmo sem saber detalhes, insisti na minha ida. Não posso deixar de citar Paulo, do Diversity Scuba, que foi essencial no planejamento dessa trip. Super solícito, após meu contato me ajudou para que tudo desse certo.

A Diversity Scuba é uma agência que investe na qualificação dos moçambicanos de Tofo e faz o lugar ser ainda mais incrível. Viver a experiência local e ter a possibilidade de fazer passeios com os africanos de Tofo faz toda a diferença.
O espaço é dedicado a dezenas de atividades que variam entre mergulho, ocean safari, massagem, passeios em comunidades ribeirinhas, aulas de surf e outras tantas. Tudo o que tem para fazer em Tofo, a Diversity Scuba pode te oferecer e, na verdade, é a melhor maneira de explorar a região.

Não esqueça de fazer seu seguro viagem, obrigatório em diversos países do mundo. Utilizando o código levenaviagem5, você consegue desconto em qualquer plano que escolher!

O que fazer em Tofo, Moçambique

Aula de Surf

Tive a oportunidade de fazer aula de surf pela primeira vez na vida. Meu professor foi o Nelsinho, moçambicano querido, super ligado na natureza e que trabalha na Diversity Scuba há 2 anos. O que ele vive ali é único e primordial para o seu crescimento como profissional da área. Além de surfista, acompanha grupos em passeios pelas regiões de Tofo e mostra o quanto seu país pode ser incrível.

Foto do Augusto – Diversity Scuba
Foto do Augusto – Diversity Scuba
Foto do Augusto – Diversity Scuba

 

Mergulho em Tofo

Mergulhei 2 vezes com a Diversity Scuba e matei a saudade do cilindro. A região é propícia para ver tubarão baleia, peixes de diversas espécies e arraia manta. Aliás, a região é conhecida como um dos melhores locais para avistar esse animais enormes. São vários pontos de corais que possibilitam mergulhos para ver a vida marinha.
As praias de Tofo são também pontos de referência para o surf internacional.  A praia do Tofinho, inclusive, só não entra para o circuito mundial porque não tem infraestrutura de segurança necessária para isso. Acredita? Pois é… coisas que antes eu não sabia que seria possível ver em Moçambique.

Ocean Safari

Outro passeio único é o Ocean Safari, que você sai em um bote com a Diversity Scuba atrás de animais  marinhos. Nesse passeio fazemos snorkel em pontos específicos e que são únicos para sentir a beleza extrema de Tofo.
Ficamos à procura dos tubarões baleia, Golfinho e arraias manta.  No dia em que fiz não tive a sorte de cruzar com eles, mas não significa que o passeio não tenha sido incrível. Paisagens lindas, snorkel e freediving, minha paixão no mar. Os meninos do Diversity Scuba são craques na apneia e me acompanharam nos mergulhos. Aproveito para deixar registrado meu carinho aos mais próximos, Kris e Pequeno.

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

Turismo de base comunitária

Pude também fazer um turismo de base comunitária na Ilha dos Porcos, outro passeio que a Diversity oferece. Vamos em um barco à vela da própria comunidade até a Ilha das Conchas ouvir um pouco sobre a região, fazer snorkel e observar os catadores de ostra em plena atividade .

 

Depois partimos para a Ilha dos Porcos para conhecer uma comunidade tradicional que vive da pesca, do pequeno comércio e do turismo em alta temporada. Comemos no local e conhecemos algumas áreas da ilha que ainda são muito precárias, como hospital e escola, mas que fazem a diferença para a comunidade. Turismo de base comunitária envolve uma série de coisas, desde a valorização dos locais e dos seus costumes como a realidade que é apresentada para os turistas. Não significa que veremos o que queremos, e sim a realidade como ela é.  Essas experiências são sempre antropológicas e nos trazem uma série de reflexões. Gratificante incentivar esse tipo de turismo através de uma empresa como a Diversity Scuba.

  

A equipe é super profissional, responsável, educada, querida e tudo mais do que poderia imaginar. Me senti, literalmente, em uma família. Durante 3 dias acordando cedo e passando o dia inteiro juntos, fez com que vivesse momentos únicos nesse PARAÍSO africano. Confesso que já estou com saudades de tudo o que vivi ali.

Tofo foi muito mais do que eu poderia imaginar e todo o trabalho e profissionalismo do pessoal da Diversity Scuba foi essencial para minha vivência tão positiva.

Quando ir para Tofo

Dezembro e janeiro é alta temporada e os lugares ficam mais cheios, assim como julho e agosto. Eu fui em fevereiro e foi uma época incrível para achar os paraísos vazios e os preços mais acessíveis (mesmo que uma viagem para Moçambique não seja cara).

Como chegar

Tofo está a 500 km de Maputo, capital de Moçambique. O trajeto mais fácil é ir até Maputo de avião ou ônibus, saindo de Joanesburgo, pra depois seguir pra Tofo. O ônibus de Maputo até Tofo faz a viagem em 8 horas e é semileito. O preço 800 meticais (cerca de 13 dólares).
Não consegui comprar a passagem online e precisei ir direto no terminal de ônibus de Joanesburgo para conseguir comprar o ticket na data e hora certas. Há várias empresas que fazem esse trajeto e com horários diversos, a maioria sai de manhã cedo ou a noite. Eu fui pela Intercape e peguei o ônibus às 7h30 da manhã. Depois das 8 horas de viagem chega-se em Inhambane e a parada final é ao lado do Mercado Central. Ali é preciso ir de chapa (van local) até a praia de Tofo, cerca de 15 minutos.
Observação: o terminal de Joanesburgo não parecia ser muito seguro, principalmente à noite. Então a melhor alternativa é ir comprar a passagem ainda de dia pra não correr perigo, inclusive, isso foi orientação de 2 motoristas de uber que peguei na capital da África do Sul.
Outras possibilidades:
Ir de avião de Joanesburgo até Tofo, fazendo conexão em Maputo. As passagens não são muito em conta, mas com certeza é muito mais cômodo e rápido.
Alugar um carro e ir pela estrada EN1, mas honestamente, não acho que seja a melhor opção, uma vez que não é necessário carro em Tofo. Lembrando que a direção em Moçambique é mão inglesa, ou seja, o volante está do lado direito do carro.
Ir de chapa e enfrentar um calor escaldante e uma van lotada de pessoas e até galinhas. Certamente é antropológico e tive essa experiência saindo de Tofo e indo até Vilanculos. Muito barato e menos confortável, mas é uma opção para os mais aventureiros.

Onde se Hospedar

Eu fiquei hospedada no Turtle Cove Lodge (na praia de Tofinho) cerca de 15 minutos a pé do centrinho de Tofo. O lugar é de muita paz, prática de yoga e com uma excelente gastronomia vegana. Em meio à natureza, está a 10 minutos de caminhada da praia de Tofinho e oferece diversos tipos de acomodações, desde barracas de camping à quartos com banheiros privativos, todos muito rústicos e aconchegantes.

 

Informação importante!

É necessário Visto para entrar em Moçambique e certificado internacional de vacinação contra febre amarela, que precisa ser tomado até 10 dias antes da sua viagem. O Visto pode ser tirado na Embaixada ou na entrada do país. Se feito no Brasil, custa cerca de R$300 e se retirado na entrada de Moçambique, cerca de $50. No entanto, não aconselho arriscar. Não sei informar como é a retirada do visto casa vá de avião de um país até Maputo, por exemplo. No caso da entrada por fronteira de terra,  na imigração você pode fazer seu Visto. Maaaaas, acho mais seguro já sair do Brasil com seu.

E aí, o que achou desse lugarzinho lindo que apresentei!?  Espero que comece a surgir aí a vontade de fazer uma viagem para Moçambique.


MOÇAMBIQUEVIAGEM INTERNACIONAL
Comentários (2)
Adicionar Comentário
  • Fabricio

    Ola, Irei a Tofo em setembro e tenho uma dúvida: o bus da intercape que tu pegou em Jo´burg foi direto para Tofo ou teve baldeação em Maputo? 8h de Jo´burg ate Tofo parece pouco tempo devido a distancia
    Obrigado

    • Luisa Galiza

      Ola Fabricio! O onibus é direto, faz algumas paradas mas não tem baldeação não!