15 dicas sobre o MARAVILHOSO trekking nos Lençóis Maranhenses


Já conhecido por quem acompanha o Leve na ViagemLençóis Maranhenses é um destino inigualável e que exala natureza. Em junho de 2019, realizei a Expedição Leve na Viagem, que contou comigo e mais 8 pessoas, e realizamos um trekking nos Lençóis Maranhenses que marcou a vida de cada um ali. Hoje, venho deixar algumas dicas essenciais pra você que também quer fazer uma aventura dessa nesse paraíso natural.

ORGANIZANDO SUA VIAGEM
Foto Rodrigo Ruschel

5 dicas básicas:

1 – Para ir até os Lençóis, o ponto de chegada é São Luís, capital do Maranhão. Os voos até lá nem sempre são baratos, nordeste tem dessas coisas…. Eu consegui meus voos pelo melhor preço e em bons horários com a Carol da @aissatour_. Deixo a dica pra quem gosta de viagem organizada com qualidade e pra quem tem dificuldade de encontrar passagem boa. Ela é uma pessoa especial por quem tenho um grande carinho.

2 – Para chegar em Lençóis, você pode ir de São Luís para Barreirinhas (a maior cidade da região), Santo Amaro ou Atins. Eu comecei meu trekking em Atins e terminei perto de Santo Amaro, ou seja, atravessei boa parte. Considere fazer esse mesmo trajeto, e já deixo a dica de hospedagem na Tropical House, de um charme e conforto incrível.

3 – Melhor época para ir é entre junho e agosto, quando as lagoas estão cheias por conta do período de chuva. Já tirando a dúvida de vários, as lagoas são de água doce, não salgada.

4 –  Vale conhecer os Lençóis para além do trekking. Para explorar bem e aproveitar o paraíso pense na possibilidade de ficar 2 dias em Atins ou Barrerinhas, por exemplo, antes e/ou depois do trekking.

5 – É preciso agência para explorar e passear pelos Lençóis, assim como para fazer o trekking. Nas minhas duas experiências por lá a agência que fiz e recomendo é a @tropicaladventureexpedicoes, uma das mais antigas e reconhecidas da região.

Deixo aqui a dica maravilhosa do Rastreador Via Satélite – SPOT – que garante segurança nos lugares mais inóspitos do planeta. Sempre uso nas minhas trilhas e viagens de aventura, pois me assegura com rastreamento em tempo real, compartilha informações de localização com meus parentes e possibilita resgate em caso de perigo ou risco de morte. Se você não conhece, dá uma olhada que vale a pena. Com o cupom LEVENAVIAGEM você consegue 5% de desconto na compra. O modelo que eu uso é o GEN 4.

Sobre o trekking nos Lençóis Maranhenses:

6 – Grande parte do trekking nos Lençóis Maranhenses é feito em áreas em que é proibido chegar de jardineiras e quadriciclos, ou seja, chega-se apenas a pé. Portanto, vá preparado para muita caminhada.

7 – Poucas pessoas fazem esse trekking. Por estar em uma região enorme e inóspita, você cruzará com pouquíssimas pessoas no meio do caminho. Prepare-se para isso.

8 – É absolutamente IMPRESCINDÍVEL ir com guia. Localizar-se sozinho no meio de uma área de centenas de dunas e lagoas é praticamente impossível. Não tem bússola que resolva, nem ponto de referência, e muito menos a possibilidade de se perder em um lugar que o calor e o sol castigam.

9 – Para encarar esse trekking nos Lençóis Maranhenses, é necessário preparo físico sim. Mesmo parando diversas vezes para curtir a beleza imensurável e nadar em lagoas desertas, são entre 6 e 8 horas de caminhada na areia. Apesar disso, quero ressaltar que 3 pessoas dessa expedição nunca tinham feito trekking na vida e concluíram bem! Se propuseram, tiveram foco e encararam mesmo com medo. Então… depende muito da sua força de vontade.

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

Você sabia que sou embaixadora da The North Face? O Leve na Viagem representa uma das maiores marcas outdoor do mundo! E quem ganha é você! Com o cupom levenaviagem você tem 10% de desconto em qualquer produto pelo site da The North Face e na loja física! E o melhor, ele é cumulativo, ou seja, é válido também para produtos que já estão com desconto. Aproveite e invista em qualidade!

10 – Essa é uma viagem de aventura e de base comunitária que você se propõe a explorar de verdade um dos lugares mais únicos e lindos desse planeta.

11 – Você não precisa usar calçado para fazer o trekking. Bota é uma péssima opção, pois além de pesada, entrará areia o tempo inteiro. Você pode fazer descalça, de meia, de papete ou com aquelas sapatilhas aquáticas. Eu andei durante 3 dias os 50 km com pé na areia. Algumas pessoas tiveram bolhas no pé e passaram a usar meia.

Foto Rodrigo Ruschel

12 – A areia, na maior parte das vezes, não é quente. Por ventar muito, ela está em constante movimento. As áreas que exigem calçado são perto dos oásis, onde dormimos. São locais mais baixos e com pouco vento, aí a areia queima mesmo.

13 – Dormimos em duas comunidades ao longo do trekking: Baixa Grande e Queimada dos Britos. São pouquíssimas famílias que moram em cada uma delas. Há estrutura de banheiro, rede para dormir e refeições que as famílias preparam para os trilheiros.

Foto Rodrigo Ruschel

14 – Não há energia nas comunidades, mas há gerador e você pode recarregar seus equipamentos eletrônicos e baterias.

15 – Quando chegamos em Betânia, comunidade do outro lado dos Lençóis Maranhenses, há uma jardineira que nos busca e nos leva até Santo Amaro, a 20 minutos de carro dali. Ou seja, saímos de um ponto A e chegamos em um ponto B, não é ida e volta.

Dicas Extras

Faça um seguro viagem para seu trekking. Não podemos ser negligentes e contar com a sorte, ser precavido é a melhor opção. Contar com um seguro viagem em atividades como essa pode ser uma mão na roda em alguma emergência ou imprevisto. Indico o buscador  da Seguros Promo, lá você encontra os melhores preços e melhores operadoras de seguro. Usando o código LEVENAVIAGEM5 ainda consegue desconto no pagamento. 🙂

E, lembre-se que é preciso de equipamentos básicos, eu indico a Amazon com produtos das melhores marcas e bons preços, entrega segura e atendimento de qualidade.

E aí, ainda tempo de organizar sua ida pra lá hein?

Convida aí, intima, marca sua cia aqui pra essa viagem dos sonhos. Aproveite para ver também as dicas detalhadas da viagem de forma mais tradicional pros Lençóis: A MARAVILHOSA VIAGEM PARA LENÇÓIS MARANHENSES – O PARAÍSO NO MARANHÃO

Foto Rodrigo Ruschel
Ajude o blog a se manter!
Quer continuar vendo as melhores dicas do Leve na Viagem? Dá uma forcinha pra gente. Se você fizer reservas pelos links do Booking.com disponíveis aqui, uma pequena comissão é destinada ao blog, sem que você pague nada a mais por isso! O Leve na Viagem é gratuito e mantido com carinho, mas precisa da sua contribuição! 🙂

 

Luisa Galiza

Veja os comentários

  • boa tarde , luisa! parabéns pelo post dos lençois maranhenses. estive lá em 3 ocasiões . é tudo de bom. minha sugestão é que eu gostaria que fizesse um post sobre a costa dos corasi( rota ecologica e regiao de maragogi principalmente). já estive lá em 9 ocasiões. Uma dica: pra postar aquelas fotos cinematograficas, quando a maré estiver mais rasa, vá nos dias em que a maré estiver em 0,3 ou menos ( para a regiao de maragogi) e 0,1 ou menos para a regiao da rota ecologica. Vai por mim que lá esteve em 9 ocasioes.

Posts recentes

Câmeras ao vivo pelo mundo: 6 opções para você viajar dentro de casa

Às vezes, as possibilidades de viagem ficam reduzidas e isso pode nos desanimar. No entanto,…

% dias atrás

Países que falam a língua portuguesa: 6 para você conhecer

Viagens internacionais costumam ser um sonho antigo de muitas pessoas. No entanto, entre diversos possíveis…

% dias atrás

Hoteis perto de Guarulhos: 6 opções para todos os gostos

Se você procura por hospedagem em Guarulhos, muito provavelmente tem uma razão mais prática, seja…

% dias atrás

Hoteis fazenda em SP: 6 opções para você conhecer e relaxar

É comum que, ao pensar em hospedagem, venham à cabeça hotéis enormes, chiques, com ofertas…

% dias atrás

Doces fitness rápidos e fáceis: 6 receitas para qualquer viagem

De vez em quando a gente tem uma vontade de comer doces, mas acaba ficando…

% dias atrás

Alimentação saudável na pandemia: como manter bons hábitos

A pandemia do Coronavírus não é novidade. Aliás, já se tornou algo desgastante. Mais de…

% dias atrás