Parque Tayrona – Um paraíso perdido na Colômbia

praia-taganga

Aposto que muitos nunca ouviram falar nessa cidade. Pois bem, Taganga é uma vila de pescadores ao lado da cidade de Santa Marta, ColômbiaMuitos mochileiros optam por ficar em Santa Marta, pois tem belas praias e bons bares e baladas. No entanto, a melhor coisa que fiz foi optar por Taganga. Porque? Porque lá é caminho para o lindíssimo Parque Tayrona.

Como chegar em Taganga:

A melhor opção é ir de Cartagena de ônibus ou van. A viagem dura cerca de 4h30 até a vila.
Fique uma noite por lá, conheça a cidadezinha, veja um por do sol incrível e marque sua ida ao Parque Tayrona. Você pode escolher entre algumas praias que tem por lá, algumas chega-se a pé e outras de barco.  Na praia principal há diversos barqueiros para você fechar seus passeios.

parque tayrona grades e mar

Para quem gosta de trilhas, natureza e praias de águas cristalinas, o Parque Tayrona é ideal.

Onde fiquei em Taganga:

Hostel Trechos Azules. Ele fica em um morro logo na descida para cidade. Para chegar até a ruazinha principal caminha-se cerca de 10 minutos. Mas vale a pena pela vista, pelas redes em lugares estratégicos para um visual incrível da cidade.  

parque tayrona vista
Vista do Hostel de Taganga

Veja mais informações no Booking.

Taganga em si não é uma cidade imperdível, ela é mais pacata que Santa Marta, não apresenta uma diversidade grande de bares e restaurantes, mas é aconchegante e discreta. Você pode tomar uma cerveja, comer um peixinho frito, ou ir pro Garibalde tomar um vinho e comer um ceviche. Mas não deixe de ver o pôr do sol na praia!

parque tayrona sombra

Minha ida para Taganga tinha um intuito maior, como disse no início – Parque Tayrona. O Parque Nacional fica a 34 km de Santa Marta ocupando 85 km da costa. O nome Tayrona vem de uma civilização indígena que viveu na região até o século XVI. Após a invasão espanhola, os índios sobreviventes se refugiaram na Sierra Nevada, onde vivem isolados até hoje. Há vestígios em pedra de pequenas construções da civilização Tayrona em um local chamado Pueblito, antigo centro urbano desse povo, que fica a poucas horas de caminhada a partir do Cabo San Juan

Como chegar no Parque Tayrona?

Existem 2 maneiras de se chegar ao Parque Tayrona: por água e por terra.

A partir da vila Taganga, saem lanchas para o Parque que cobram cerca de 50 reais por trecho, fazendo o trajeto em torno de 40 min a 1 hora.

Se for por terra, há 3 opções: táxi, van e ônibus. Escolhi ir de lancha pois era mais rápido e queria curtir a vista do mar.
Mas essa não é a melhor opção se você tem facilidade para ficar enjoado, pois a viagem não é nada, digamos, confortável. A lancha simplesmente voa pelo mar. Lembro de estar de óculos escuros, todas as mulheres penteadas e todos com os celulares na mão pra tirar fotos. Nos primeiros 3 minutos foi desespero total! Ninguém estava preparado para uma versão com adrenalina! Objetos voando, gente escorregando, lapada de água na cara…rsrs  Foi tenso por uma parte, juro. Mas o visual é lindo (quando você consegue concentrar na vista rs) além de ser um trajeto rápido. Mas confesso que cheguei muito enjoada. 

 

O Parque Tayrona

Chega-se na praia Cabo de San Juan del Guia, de água cristalina e energia indescritível! Lá não é uma cidade, não tem casas, comércio e luz.

parque tayrona praia
San Juan
parque tayrona campinh
Camping

 

É apenas a praia e o camping com barracas equipadas para alugar

Em uma pequena tenda forma-se uma fila para você selecionar sua barraca. Na época foi 25.000 pesos por pessoa. Há também a possibilidade de alugar uma rede embaixo de uma tenda, que é mais em conta. Mas aí o esquema é roots mesmo! 

parque tayrona barracas

Há um restaurante que serve almoço e jantar (até umas 19 hrs) e um mini mercadinho para coisas básicas como papel higiênico, pasta de dente, sabonete… É sempre válido levar comida para não gastar muito dinheiro e não passar fome. Levei castanhas, frutas secas (ameixa, damasco, abacaxi e maça), frutas frescas como maçã verde e bananas e barrinhas de cereal.

parque tayrona praia de cima

No primeiro dia aproveitei a praia de San Juan. A noite muitos tocando violão, tomando vinho e apreciando o céu estreladíssimo.

No dia seguinte fui para praia La Piscina, uma praia de águas tranquilas e com um azul indescritível. Para chegar até lá caminha-se por uma trilha tranquila e não muito longa. 

Segui mais tarde para praia de Nudismo. Lá tem uma faixa onde é opcional você tirar a roupa ou não. Já mais pro final da praia ficam as pessoas que praticam de fato o nudismo.

A praia não estava cheia e pela primeira vez fui experimentar o naturalismo. Quando você se liberta das amarras sociais, uma sensação de plenitude e liberdade percorre seu corpo, sua alma e sua mente. É claro que os adeptos no local, como estavam mais acostumados, passaram a sensação de tranquilidade o que me ajudou no processo do nudismo.

Se você tem vontade ou é curioso, vale a pena! Desde que lembre-se constantemente de respeitar os outros e que o ambiente ali não é para paqueras ou julgamento do corpo alheio, é para quem busca uma experiência de iniciativa, autonomia e libertação.

parque tayrona redes

O Parque é grande e tem diversas opções de praias como Canaveral, Castilletes, Arrecifes, entre outras. Algumas chega-se por trilhas, outras apenas pelo mar. Canaveral, inclusive, oferece hospedagem em cabanas rústicas de luxo. A praia de San Juan é a mais procurada pela beleza, praia de mar mais calmo e proximidade com outras praias do Parque. Escolhe seu destino e vá Leve na Viagem!

A partida

No final da tarde chegou a hora do adeus. Foi um bate e volta rápido mas só trouxe lembranças boas. Se você está indo para o Parque Tayrona, considere dormir por lá. Passar só o dia não te possibilitará conhecer as praias e as belezas naturais que ele oferece.

parque tayrona por do sol

Ah, e lá não pega celular. Então comunicação só com sinal de fumaça! O que nos tempos de hoje é incrível, pois é uma libertação largarmos nossos celulares e nos entregarmos ao barulho do mar, as estrelas da noite e aos cantos dos bichos.

Parque Tayrona foi minha última estadia na Colômbia. Achei esse país incrível, riquíssimo culturalmente e gastronomicamente e de encher os olhos com tanta beleza. Está com seu roteiro pronto para ir?! 😉

Boa viagem!

Luisa Galiza 😉


*Confira mais posts sobre a Colômbia*


*Fique por dentro!*

Deixe uma resposta