Comida Paraense – 5 pratos que você precisa experimentar no Pará!


A comida paraense é considerada uma das comidas mais brasileiras do país! Em primeiro lugar, porque tem influência da cultura indígena; em segundo porque carrega traços portugueses; e em terceiro, africanos.
O interessante é que a maioria dos pratos acompanham elementos da própria região amazônica como peixes de água doce, folhas, raízes, frutas nativas, pimenta de cheiro e ervas. Além dos ingredientes locais, eles também tem o costume de cozinhar em panelas de barro ou fazer assados em moquéns

Dentre os elementos nativos bastante utilizados na comida paraense destacam-se a castanha-do-pará, bacuri, açaí, cupuaçu, taperebá, tucumã, piquiá e muruci. Sem falar na mandioca. Grande parte dos pratos são cozidos no caldo dessa raíz.

ORGANIZANDO SUA VIAGEM

Para os intolerantes à lactose como eu, a culinária do Pará oferece diversas opções sem leite!

Veja 5 pratos que você deve experimentar ao ir para o Pará:

TACACÁ

O Tacacá não está presente apenas na comida paraense, é uma iguaria presente na culinária dos estados do norte. É basicamente feito a partir do caldo amarelado do tucupi com a goma da tapioca, jambu e camarões. Aparentemente não é assim, digamos, tão atraente. A goma lembra um pouco o quiabo sabe. Tem um gosto bem característico e um pouco forte, levemente azedo ou amargo. Não sei definir o que achei. Mas percebe-se que é uma comida bem regional, de tradição indígena, servida em cuias e bem pecular da região. Se você gosta de degustar novidade, vai nessa. Os paraenses AMAM e em qualquer esquina você encontra.

MANIÇOBA

A maniçoba, é muito conhecida como a feijoada paraense e também tem origem indígena. Ela é feita com  as folhas da mandioca moídas e cozidas por aproximadamente uma semana. Esse cozimento é necessário para retirar o ácido cianídrico, que é venenoso. Aí acrescenta tudo que tem em uma feijoada tradicional, e outros ingredientes defumados e salgados.
Geralmente é servida com arroz, pimenta e claro, farinha de mandioca.

PATO NO TUCUPÍ

Lá vem de novo o tucupi, misturado com jambu, verdura típica do estado que também vai no tacacá. Ela tem uma propriedade anestésica e é interessantíssimo provar porque você realmente fica com a língua e lábios ligeriamente dormentes. O prato é servido com arroz e farinha d’água (claro, que é da mandioca).

CARURU PARAENSE

É feito com camarões secos descascados e refogados no azeite de dendê. Depois leva bastante farinha seca e mais ainda quiabo. É geralmente servido com folhas de jambu cozidas. 

PIRARUCU

É o maior peixe de escamas do Brasil, chegando a alcançar até 2,5m de comprimento e peso de até 80 kg (!!!!). É um peixe muito famoso no Pará e nos demais estados do norte e tem uma carne bem saborosa. É dele que vem aquelas escamas brancas que são utilizadas como lixas de unha ou como parte de objetos artesanais. Ele frito é de virar os olhos!

Eu adorei experimentar algumas comidas tradicionais do estado. Gsotei mais ainda porque a cultura gastronômica é baseada em elementos indígenas. Acredito que assim pensamos de forma mais sustentável e é uma maneira de disseminar e preservar o valor cultural da região.

E se você é vegetariano ou vegano, aproveite para experimentar as frutas, os doces e os licores que são feitos a partir dos frutos locais. 🙂

E se você ainda não foi para o Pará… Ah, você não sabe o que está perdendo.. Sabia que lá tem a praia doce mais bonita do mundo, segundo o jornal inglês The Guardian? Olha isso!!! → Alter do Chão.


*Confira outras dicas de Alimentação Saudável*


*Fique por dentro!*

Siga nosso Facebook e Instagram!

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVELAMERICA DO SUL
Comentários (2)
Adicionar Comentário
  • agatha

    Ai um tacacá…. amoooooooo!!!